A “penhora online” no CPC/2015

O novo CPC aperfeiçoou a disciplina do bloqueio e penhora de dinheiro em depósito ou aplicação financeira por via eletrônica. Previu expressamente que o bloqueio deve ser feito sem a ouvida do executado – e confirmou que tal providência não depende da presença dos requisitos da tutela urgente. Sobre o tema, veja-se o texto de Eduardo Talamini. Leia Mais.

São Paulo
Jardim Botânico